Posts filed under ‘Conceitos’

Lixo

Se gasta tanto com campanhas pedindo para as pessoas separarem seus lixos para reciclar e parece que a população brasileira ainda não dá muita importância para isso. Observe alguns dados:

MOTIVOS PARA SEPARAR O LIXO

A reciclagem de uma única lata de refrigerante, representa uma economia de energia equivalente a três horas com a televisão ligada;

Uma garrafa de vidro demora 5 mil anos para se decompor;

O reaproveitamento de lata rende US$ 30 milhões por ano;

Uma lata pode resistir cem anos à ação do tempo;

Reciclar uma tonelada de alumínio gasta 95% menos energia do que fabricar a mesma quantidade;

Uma tonelada de papel reciclado poupa 22 árvores do corte, consome 71% menos energia elétrica e representa uma poluição 74% menor do que na mesma quantidade produzida de celulose nova;

Uma tonelada de alumínio usado reciclado representa cinco toneladas de minério extraído poupado;

Para cada garrafa de vidro reciclada é economizado energia elétrica suficiente para acender uma lâmpada de 100 Watts durante quatro horas;

A reciclagem de 10.853 toneladas de vidro preserva 12 mil toneladas de areia; A reciclagem de 18.679 toneladas de papel, preserva 637 mil árvores; No Brasil, cada habitante descarta 25 quilos de plástico por ano, cinco vezes menos que os americanos, um dos maiores consumidores do mundo; A reciclagem de 6.405 toneladas de metal, preserva 987 toneladas de carvão.

DESTINO DO LIXO

Aterro controlado – 10,5%

Aterro Sanitário – 1,2%

Reciclagem – 0,6%

Compostagem – 0,7%

Áreas alagadas – 1,5%

Céu aberto – 88%

A RECICLAGEM NO BRASIL

Em 1999, 135 municípios brasileiros mantinham serviços seletivo. A concentração nos Estados do Sudeste e do Sul preocupa ambientalistas. No país, os maiores recicladores entre estados (em mil toneladas): São Paulo – 1.054,9 Minas Gerais – 319,7 Paraná – 318,3 Santa Catarina – 301,7 Rio de janeiro – 172,9 Rio Grande do Sul – 94,5 No Estado do Rio grande do Sul, apenas 4,7% do lixo produzido em 1999 foi reaproveitado: Lixo reciclado => 94,5 toneladas Lixo produzido => 2,1 milhões de toneladas

Sugestão: Assista o Filme Ilha da Flores – 1989 – Documentário de Jorge Furtado sobre o consumo da sociedade.

Assinta através youtube: http://www.youtube.com/watch?v=0V8eBvVzOqk&feature=related

Anúncios

abril 5, 2009 at 9:36 pm Deixe um comentário

Glossário da Sustentabilidade

Ação social 

É qualquer atividade realizada pelas empresas para atender às comunidades em suas diversas formas em áreas como assistência social, alimentação, saúde, educação, cultura, meio ambiente e desenvolvimento comunitário. Abrange desde pequenas doações a pessoas ou instituições até ações estruturadas, com uso planejado e monitorado de recursos, seja pela própria empresa, por fundações e institutos de origem empresarial, ou por indivíduos especialmente contratados para a atividade.

 

Agenda 21

Concebida durante a Rio-92 com a colaboração de 179 países, a Agenda 21 objetiva o desenvolvimento sustentável, priorizando o meio ambiente. O documento brasileiro foi elaborado com base na conservação ambiental, justiça social e crescimento econômico do país.

 

Alimentos Transgênicos 

São alimentos produzidos com organismos geneticamente modificados, normalmente com a introdução de genes de outra espécie em seu genoma. O objetivo geral do desenvolvimento de transgênicos é tornar as plantações mais resistentes a pragas e a condições ambientais adversas, como períodos de secas, além de aumentar a produtividade das lavouras. A técnica ainda gera polêmicas, pois as conseqüências que esses alimentos podem trazer ao organismo humano ainda são desconhecidas.

 

Balanço social 

Forma de tornar transparentes as atividades corporativas de uma empresa. É realizado por meio de um levantamento dos principais indicadores de desempenho econômico, social e ambiental. É também instrumento que amplia o diálogo com os stakeholders da companhia. Além disso, o balanço social funciona como uma ferramenta de auto-avaliação, já que permite à empresa uma visão geral sobre sua gestão e o alinhamento dos valores e objetivos presentes e futuros com seus resultados atuais.

 

Cap and Trade 

Sistema econômico no qual se determina uma quantidade de gás carbônico que um setor da indústria ou país pode emitir. O cap and trade permite que as companhias que reduziram suas emissões acima do necessário comercializem seus créditos de carbono.

 

Capital social 

Termo proposto pelo sociólogo francês Pierre Bordieu para complementar os conceitos de capital econômico e capital cultural, para se referir às redes de relacionamentos pessoais e sociais.

 

Car-Sharing 

Sistema adotado por empresas ou moradores de um mesmo bairro, rua ou condomínio, que consiste no compartilhamento de um veículo por várias pessoas, evitando que uma pessoa saia sozinha ao volante. O car-sharing visa reduzir o volume de carros em circulação e, consequentemente, os engarrafamentos e a poluição no ar.

 

Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável 

Estratégia de indução do desenvolvimento que busca facilitar e potencializar a participação coletiva, promover parcerias entre as iniciativas privadas de cidadãos e programas públicos, integrando áreas dispersas e promovendo sinergias entre as diversas ações já existentes. (fonte: Desafios da sustentabilidade – Série mídia e mobilização social).

 

Desenvolvimento Sustentável 

Este conceito surgiu pela primeira vez em 1987, com o relatório Brundtland, e foi amplamente adotado no contexto da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente, Eco-92. Em termos gerais, representa o crescimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atendimento às das gerações posteriores. Para isso, deve-se realizar um planejamento e reconhecer que os recursos naturais não são infinitos

 

Ecodesenvolvimento 

Conceito precursor do desenvolvimento sustentável, foi apresentado em 1973 por Maurice Strong e com princípios formulados por Ignacy Sachs. Seu objetivo era a polarização do debate que oscilava entre a defesa do desenvolvimento sem limites e uma visão catastrofista sobre os limites do crescimento. O ecodesenvolvimento buscava uma forma intermediária de desenvolvimento orientado pelo princípio de justiça social em harmonia com a natureza.

 

Ecoeficiência 

O termo foi popularizado na década de 90 por Stephan Schmidheiny, bilionário suíço dono do grupo Nueva, controlador da Amanco no Brasil, e criador do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável. É um conceito que tem se tornado, cada vez mais, uma filosofia de gerenciamento que prioriza a sustentabilidade. A ecoeficiência relaciona o emprego de materiais e energia de forma eficiente à redução de custos e impactos ambientais. Uma das referências mundiais da ecoeficência é a DuPont, sendo 10% de seu investimento em pesquisa — para substituir suas matérias-primas de origem fóssil por insumos de origem vegetal, considerados “limpos”. Atualmente, 10% dos produtos da empresa já não usam derivados de petróleo em sua composição.

 

Fair Trade (comércio justo) 

Parceria comercial cujo objetivo é a igualdade maior no comércio internacional. O mecanismo só foi implantado no Brasil em 1998 e visa oferecer aos produtores marginalizados melhores condições de comercialização e assegurar os direitos dos trabalhadores. São exigências do sistema de fair trade:

1. Criar associações democráticas que reúnam os produtores

2. Ser transparente na prestação de contas

3. Não discriminar nem mulheres nem índios

4. Reduzir o uso de agrotóxicos

5. Abolir o trabalho forçado

6. Não empregar crianças

7. Criar empregos com carteira assinada

8. Ter condições de trabalho saudáveis e seguras

 

Freecycling 

Prática de doar itens usáveis e desnecessários, ao invés de jogá-los fora. A idéia surgiu de um grupo de reciclagem no Arizona, EUA, cujo objetivo era evitar o aumento de lixo. O grupo decidiu, então, desenvolver uma rede de pessoas que desejavam doar objetos que não usariam mais às que gostariam de tê-los. Hoje, essa rede conta com milhões integrantes espalhados em mais de 50 países

 

Global Reporting Initiative (GRI) 

Criada em 1997 pela ONG norte-americana Coalition for Environmentally Responsible Economics e pelo PNUMA, a iniciativa tem como missão o desenvolvimento e a disseminação global das diretrizes mais adequadas para a elaboração de relatórios de sustentabilidade. Atualmente, mais de 550 organizações em 45 países utilizam essas diretrizes.

 

Global Warming Potential (GWP)/ Potencial de Aquecimento Global

Índice utilizado para apresentar os níveis de emissões de diversos gases, sem a necessidade de calcular diretamente as mudanças nas concentrações atmosféricas. Os GWPs são calculados como a razão da forçante radiativa resultante das emissões de 1 kg deste gás (do efeito estufa) com a emissão de 1 kg de CO2 durante um determinado período de tempo, geralmente 100 anos. Os GWPs são avaliados e atualizados regularmente pelo IPCC.

 

Gro Harlem Brundtland 

Ex-primeira-ministra da Noruega (1986-1996) e então presidente da Comissão Mundial Sobre o Desenvolvimento e o Meio Ambiente. O relatório apresentado em 1987 pela comissão alertava para a forma insustentável de crescimento da humanidade e serviu de base para transformar a ECO 92 em um marco na história do movimento ambientalista no mundo inteiro.

 

Ignacy Sachs 

Economista e co-diretor do Centro de Pesquisas sobre o Brasil Contemporâneo, da Escola de Altos Estudos de Paris. Nasceu em 1927 na Varsóvia, Polônia, e dedica-se a temas sociais e ambientais. Sachs é autor de mais de 20 livros, sendo vários sobre o Brasil.

 

Inclusão produtiva 

Investimento social e econômico que visa subsidiar, financeira e tecnicamente, iniciativas que garantam aos grupos populares meios e capacidade produtiva e de gestão.

 

Inclusão Social 

Forma de trazer para a sociedade pessoas que foram excluídas dela e estavam privadas de seus direitos, como os portadores de deficiências físicas.

 

Indicadores Ethos

Ferramenta de gestão e planejamento que indica, a partir situação da empresa, políticas e ações voltadas para o aprofundamento de seus compromissos sociais. Os indicadores referem-se aos seguintes temas:

– Valores e Transparência

– Comunidade interna

– Meio ambiente

– Fornecedores

– Consumidores

– Comunidade

– Governo e Sociedade

 

Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa (ISE)

Inspirado em experiências internacionais, é o índice da Bovespa composto somente por ações de empresas que se destacam em responsabilidade social e sustentabilidade.

 

Investimento Social Privado 

Uso de recursos, por parte das empresas, para projetos sociais, ambientais e culturais de interesse público. O que o diferencia da doação assistencialista é o foco no planejamento, monitoramento das atividades desempenhadas com acompanhamento de equipes de profissionais, avaliação dos resultados e das transformações geradas, e a participação da comunidade.

 

IPCC (Intergonernmental Panel on Climate Change) 

Sigla em inglês para Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, foi estabelecido em 1998 pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) e pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). O painel avalia de forma direta a informação científica, técnica e sócio-econômica que seja relevante para entender os riscos da mudança climática, causada por ações humanas e seus potenciais impactos e opções para a adaptaçãõ e a mitigação.

 

ISO 14.000 

Norma internacional da ISO (International Standardization for Organization ) que auxilia as organizações na introdução e no aperfeiçoamento de seu Sistema de Gestão Ambiental. A série 14.000 foi criada em 1995 e estabelece padrões internacionais de manejo sustentável de recursos naturais.

 

Matriz Energética 

Combinação das fontes de energia disponíveis numa economia ou país e dos usos de energia em suas diferentes formas. A economia moderna consome energia de duas formas: a combustível e a elétrica, podendo ser extraídas diretamente da natureza ou produzidas a partir dessas fontes primárias.

 

Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)

É um mecanismo previsto no Protocolo de Kioto, criado para reduzir as emissões de gases responsáveis pelo aquecimento global. O MDL torna possível, também, o desenvolvimento sustentável em países emergentes, pois os países industrializados que não cumprirem suas metas de lançamento de poluentes na atmosfera podem compensar o problema financiando projetos de redução da poluição nesses países. Segundo estimativas do Banco Mundial, esse mercado pode movimentar cerca de US$ 1 bilhão por ano

 

Meio Ambiente 

Conceito que define as relações entre os diversos aspectos que regem a vida em todas as suas formas. A principal causa do desaparecimento das espécies é a degradação dos ambientes naturais, provocada por desmatamento, expansão agrícola, urbanização e poluição

 

 

Natureza 

Grupo de elementos do mundo natural

 

Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) 

Também chamada de Organização Não-Governamental, é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que desenvolve atividades que visam alterar situações econômicas, sociais ou ambientais de uma região, país ou do mundo. Pode financiar suas próprias ações ou receber apoio de instituições públicas ou privadas.

 

Pacto Global (Global Compact)

Iniciativa da ONU para incentivar a responsabilidade social corporativa. Na ocasião, 206 empresas brasileiras atenderam à convocação e tornaram-se signatárias do compromisso. O pacto defende dez princípios universais, entre direitos humanos, direitos do trabalho, proteção ambiental e contra a corrupção:

1. Respeitar e proteger os direitos humanos;

2. Impedir violações de direitos humanos;

3. Apoiar a liberdade de associação no trabalho;

4. Abolir o trabalho forçado;

5. Abolir o trabalho infantil;

6. Eliminar a discriminação no ambiente de trabalho;

7. Apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais;

8. Promover a responsabilidade ambiental;

9. Encorajar tecnologias que não agridem o meio ambiente.

10. Combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.

 

Pegada ecológica (ecological footprint)

Área de terra necessária para sustentar o consumo e o desperdício do ser humano. A ONG americana Redefining Progress (www.myfootprint.org ) criou um teste que avalia a pegada ecológica de cada pessoa. Ao longo do questionário, o indivíduo deve informar dados sobre alimentação, transporte e uso de energia no dia-a-dia

 

Permacultura 

Filosofia criada nos anos 70 pelo australiano Bill Mollison, cujo conceito é a criação de ambientes humanos sustentáveis, baseados na observação da natureza e na sabedoria contida em sistemas produtivos tradicionais. Seu princípio básico é o trabalho com a natureza e não contra ela. Os sistemas permaculturais utilizam fontes de energias alternativas como a luz do sol, a força dos ventos e da água, além de desenvolvidos para durar o tempo que for necessário

 

 

Princípios de Estocolmo 

Declaração de uma série de princípios, criados durante a I Conferência sobre o Meio Ambiente Humano, em 1972, na Suécia. Seu objetivo é servir ao mundo inspiração e guia para preservar e melhorar o meio ambiente humano

 

Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA)

Agência sediada no Quênia, foi criada em 1972 com a função de criar parcerias que objetivam proteger o meio ambiente, a fim de promover o desenvolvimento sustentável

 

Projeto do Milênio (ONU)

Propõe soluções diretas até 2015 para o combate da pobreza, fome e doenças opressivas que afetam bilhões de pessoas no mundo. Ao todo são oito metas a serem atingidas pelas nações:

1. Erradicar a extrema pobreza e a fome;

2. Atingir o ensino básico universal;

3. Promover a igualdade de gênero e a autonomia das mulheres;

4. Reduzir a mortalidade infantil;

5. Melhorar a saúde materna;

6. Combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças;

7. Garantir a sustentabilidade ambiental

8. Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento

 

 

Protocolo de Kioto

Acordo internacional patrocinado pela ONU e firmado, em 1997, por 59 países. Realizado em Kioto, Japão, tem como objetivo reduzir as emissões de gases de efeito estufa em nações industrializadas. Entre as metas para a redução, os países que fazem parte do acordo devem reduzir em média 5% do montante emitido em 1990, além do estabelecimento de desenvolvimento limpo para as nações emergentes. O Protocolo entrou em vigor em 16 de fevereiro de 2005, após a adesão da Rússia, e atualmente conta com o apoio de 189 países.

 

Relatório de Meadows

Considerado um dos marcos do debate sobre meio ambiente e desenvolvimento, foi elaborado na década de 70. Trata-se de um estudo realizado por cientistas e técnicos do MIT (Massachusetts Institute of Technology) a pedido do Clube de Roma sobre a dinâmica da expansão humana e o impacto da produção sobre os recursos naturais. O relatório alertava para a impossibilidade do mundo continuar nos então atuais patamares de crescimento, sob pena de um drástico esgotamento dos recursos naturais

 

Reserva Ecológica

Áreas cujo objetivo é a proteção e a manutenção das florestas, demais formações de vegetação natural, públicas ou particulares, e espaços considerados de preservação permanente. O Brasil tem seis reservas ecológicas federais, que totalizam mais de 550 mil hectares. Criada em 1983, a reserva ecológica Jutaí-Solimões, no Amazonas, é a maior delas, com quase 300 mil hectares

 

Responsabilidade Social 

Forma como uma instituição conduz suas atividades de maneira que ela tenha participação no desenvolvimento da sociedade. É a atuação e consciência do papel das empresas como agentes sociais no desenvolvimento do ser humano e da comunidade à qual está inserida.

 

Responsabilidade Social Empresarial

Forma de gestão que se define pela relação ética e transparente da empresa com todos os públicos com os quais ela se relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais para gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais

 

Sarbanes-Oxley

Lei federal promulgada em 2002 nos Estados Unidos, criada pelos senadores americanos Michel Oxley e Paul Sarbanes para acabar com as fraudes contábeis. A SOX, como também é conhecida, contém 11 seções e estabelece critérios mais severos de governança corporativa e transparência nas demonstrações financeiras de empresas com ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova Iorque. O objetivo dessa lei é recuperar e aumentar a confiança dos investidores e a credibilidade das organizações.

 

 

Stakeholders

Termo em inglês utilizado para definir os diferentes públicos que se relacionam com uma organização. São indivíduos ou empresas que influenciam ou podem ser influenciados pelos resultados dessa companhia. Os stakeholders de uma corporação podem ser: funcionários, consumidores, fornecedores, comunidade, ONGs, etc

 

Sustentabilidade

Conceito relacionado à continuidade dos aspectos econômico, social, cultural e ambiental da sociedade humana, afim de tornar possível a recomposição das agressões impostas à sociedade e ao ambiente. Para ser sustentável, um empreendimento humano deverá ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito

 

Sustentabilidade Ambiental

Manutenção da capacidade de sustentação dos ecossistemas. Implica no potencial de absorção e recomposição desses sistemas, em face das interferências provocadas pelo ser humano no meio ambiente

 

Sustentabilidade Espacial

Capacidade de suporte do planeta diante do crescimento desmedido da população e suas conseqüentes características, como a ocupação irregular do espaço e a migração, entre outros fatores. Alguns autores referem-se à sustentabilidade espacial como a capacidade de promover o equilíbrio entre o meio rural e o urbano, a fim de evitar os impactos negativos da hiperurbanização, priorizando novas formas de civilização, alicerçadas no uso sustentável de recursos renováveis possíveis e, principalmente, essenciais

 

Triple Bottom Line (TBL)

People, planet and profit (pessoas, planeta e lucro). Criado nos anos 90 por John Elkington, é um tripé de avaliação do desempenho empresarial e de executivos. Envolve a transparência nos propósitos da empresa, considerando as necessidades e expectativas dos stakeholders.

junho 14, 2008 at 1:32 am 2 comentários


Agenda

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Posts by Month

Posts by Category